Sono e relação com obesidade e saúde em crianças e adolescentes
31 de outubro de 2017 - Tatiana Silva

Os padrões de sono dos brasileiros modificaram-se nos últimos anos. Em pesquisa realizada Universidade de Michigan, nos EUA, foi verificado que os brasileiros estão entre os que têm uma noite de sono mais curta e costumam dormir por volta das 23h40.

As crianças estão seguindo os padrões dos adultos e adquirindo o hábito de dormirem tarde. No entanto esta prática traz sérios riscos para a saúde, dentre eles obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.

Um estudo recente publicado na revista Springler, mostrou os efeitos do horário tardio para dormir na glicose salivar e obesidade abdominal em crianças. Isso porque há evidências de que o sono noturno retardado pode prejudicar a função endócrina, interferir no metabolismo da glicose e promover o aumento de peso anormal, independentemente da ingestão calórica.

Foram estudadas 6316 crianças do Kuwait com idade de 8 a 14 anos entre os anos de 2012 e 2014. Os sujeitos tiveram mensurados o peso e a circunferência da cintura e passaram por entrevista de sono, além de terem a amostra de saliva colhida.

Após análise estatística, o estudo mostrou como resultado que há uma relação entre a hora de dormir e a circunferência da cintura. Ou seja, aqueles que ao longo do tempo dormiram em horário mais tarde, tiveram um aumento significativo na circunferência da cintura.

Além da relação do horário de dormir com problemas de saúde, a quantidade de horas de sono também podem influenciar na saúde e obesidade. A Academia Americana de Medicina do Sono alerta que o sono insuficiente também aumenta o risco de acidentes, lesões, hipertensão, obesidade, diabetes e depressão.

Não apenas dormir pouco traz prejuízos para a saúde. Dormir regularmente além das horas recomendadas pode estar associado com hipertensão, diabetes, obesidade e problemas de saúde mental.

As recomendações de horas de sono regular de acordo com a Academia Americana de Medicina do Sono são:

- Crianças de 1 a 2 anos de idade devem dormir de 11 a 14 horas;

- As crianças de 3 a 5 anos de idade devem dormir de 10 a 13 horas;

- Crianças de 6 a 12 anos devem dormir de 9 a 12 horas por 24 horas;

- Adolescentes de 13 a 18 anos de idade devem dormir 8 a 10 horas;

O sono saudável, além de diminuir o risco para problemas de saúde como obesidade e outras doenças crônicas não transmissíveis, está associado a benefícios à saúde, incluindo: atenção melhorada, comportamento, aprendizado, memória, regulação emocional, qualidade de vida e saúde mental e física.

Desta forma, atenção deve ser dada ao sono das crianças e adolescentes a fim de diminuir o risco de obesidade infantil e complicações para a saúde. Pais e cuidadores devem ajudar as crianças a obter uma duração adequada do sono.

 

Referências:

Alqaderi, H., Redline, S., Tavares, M., & Goodson, J. M. (2017). Effect of late bedtime on salivary glucose and abdominal obesity in children. Sleep and Biological Rhythms, 1-7.

Paruthi S, Brooks LJ, D’Ambrosio C, Hall WA, Kotagal S, Lloyd RM, Malow BA, Maski K, Nichols C, Quan SF, Rosen CL, Troester MM, Wise MS. Recommended amount of sleep for pediatric populations: a consensus statement of the American Academy of Sleep Medicine. J Clin Sleep Med 2016;12(6):785–786.

BBC. Brasileiros estão entre os que menos dormem, revela estudo sobre padrões de sono no mundo. Disponível em: < http://www.bbc.com/portuguese/geral/2016/05/160506_padrao_sono_mundo_rb>. Acesso em 23 out. 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>